VISITANTES

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Textos dos alunos do 1 Recital de Poesias



ESCOLA

Aluna: Denize Rodrigues ( 8ª A )

Escola é um lugar onde podemos
brincar, sorrir,
sem limites pra sonhar.


Ela é como nossa segunda casa
Pois, quando achamos que estamos
Perdidos na vida
Ela vem com educação, carinho, amor,
Emoção, aprendizagem e fantasias,
mas fantasias que podem
se tornar realidade..


E a escola deve continuar assim:
Firme e forte para nos mostrar
O que seremos em nossa vida
Se nós passarmos a conhecê-la e,
principalmente, a amá-la.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Textos dos alunos do 1 Recital de Poesias



A ESCOLA

Aluno: Valmir da Silva ( 8ª A )

Na escola nós aprendemos a ler
Na escola aprendemos a escrever
A escola é um lugar
Muito bom de se viver.

A escola nos traz muita animação
A escola nos faz ter muita emoção
Pois, na escola nós temos bastante agitação.


A escola é um lugar para ser feliz
Lugar de paz, de amizade,
e não de coisas ruins.


A escola é um lugar
De termos união
A escola é um lugar
de muita diversão.

Textos dos alunos do 1 Recital de Poesias



ESCOLA, UM BOM LUGAR;

Aluno: Fernando Mendes ( 8ª A )

Escola, minha segunda casa
Escola de bons professores
Escola que ensina
a ter um futuro melhor.


Escola da melhor época
da vida
De jovens e alegrias
Escola que jamais se esquece.


Escola pra se fazer amigos
(E também pra encontrar a namorada!)
Escola que noz faz cidadãos
E que nos deixa informados
Escola que é uma maravilha!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Textos dos alunos do 1 º Recital de Poesias da Escola



A ESCOLA

Aluna: Maria Eduarda da Silva Costa ( ( 7ª A )

É de uma escola que nós precisamos
Pois, é nela que a educação encontramos.
Mais sei que ela pode ser uma grande caixa de surpresa
Com muita alegria e pouca tristeza.


Mais sei que ninguém é perfeito e
Se procurarmos
A educação pode
Ser que um trabalho conseguiremos
E uma vida nós teremos.


Sei que o aprendizado é o que nós
Queremos, mas sei também que é
Preciso preservá-la se nós quisermos
Ter uma educação adequada.


Escola, a palavra do saber. O nome
se deve ao aprendizado. Escola
alegre, escola que gosta de festejar
e sei que os alunos querem seu bem estar.

Textos dos alunos do 1 º Recital de Poesias da Escola



A ESCOLA QUE SONHEI

Aluno: Bruno Luiz ( 7ª B )

O Aluísio Germano
É escola pra se estudar,
Os professores são competentes
E ninguém pode negar..


A merenda é muito boa
Raramente vai faltar,
Na escola Aluísio
Ela sempre vai estar.


A biblioteca
Tem livros de montão,
Poesias que rimam
Lá jamais faltarão.


A Rede Globo
Aqui já esteve
Esta escola na TV
É o que o povo quer ver.

Textos dos alunos do 1 º Recital de Poesias da Escola



A ESCOLA

Aluna: Mayara Nascimento ( 7ª B )

Para a escola eu caminhei
No meio do caminho eu achei,
Um lindo livro encontrei,
e para escola eu levei.



A escola Aluísio
É a escola que eu sonhei
Amigos divertidos
Que aqui eu encontrei.


A escola dos meus sonhos
Sempre foi a EAG
Pois, aqui vivo contente
e nunca vou esquecer.


Que escola linda
Eu nunca imaginei
Que meu dia fosse
tão maravilhoso e
Pelo caminho cantei...

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Textos dos alunos do 1º Recital de Poesias



A ESCOLA

Aluna: Wislane Larissa ( 7ª A )

Aluísio Germano, escola exemplar,
Sempre querendo doutrinar,
Fazendo sempre o bem,
Para você repassar.


Todos da escola,
Tem que parar pra pensar,
Se querem uma escola limpa,
Então tem que ajudar.


Você que está lendo se ponha
No meu lugar,
Se quer ser alguém na vida
Para isso tem que estudar.


A maioria dos jovens só pensam
em bagunçar,
no final vocês vão ver
que a escola só queria te ensinar.

Textos dos alunos do 1º Recital de Poesias



A ESCOLA

Aluna: Maria Eduarda de Santana ( 7ª A )

Aluísio Germano
A escola que tem muito futuro
Para todos aprenderem
E serem melhores no mundo.


Aluísio Germano
A escola que tem valor
Pessoas maravilhosas
E de muito amor


Os alunos desta escola
Gostam muito de estudar
Para aprender mais
E também se valorizar.


Os professores dão conselhos
Mas alguns não querem escutar
No futuro perceberão
Que eles só queriam ajudar.

Textos dos alunos do 1º Recital de Poesias



ESCOLA

Alunas: Luana Maria e Luana Tainã ( 5ª A )


Escola é o lugar
Bom de se viver
Onde a gente aprende
a ler e a escrever.


Na escola não é só estudar
Escola é criar laços de amizade,
de carinho e de amor.
Lugar para se gostar.


Escola é vida!
Escola é esperança!
Escola é fazer amigos,
educar-se e ser muito feliz.

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Semear...



Quem planta árvores, colhe alimento.Quem semeia flores, colhe perfume. Quem semeia o trigo, colhe o pão.
Quem planta amor, colhe amizade.
Quem semeia alegria, colhe felicidade.

Quem planta a vida, colhe milagres.
Quem semeia a verdade, colhe confiança.
Quem planta fé, colhe a certeza.
Quem semeia carinho, colhe gratidão.
No entanto, há quem prefira, semear tristeza e colher desconsolo,plantar discórdia e colher solidão,semear vento e colher tempestade, plantar ira e colher desafeto, semear descaso e colher um adeus, plantar injustiça e colher abandono.
Somos semeadores conscientes, espalhamos diariamente milhões de sementes ao nosso redor.
Que possamos escolher sempre as melhores, para que, ao recebermos a dádiva da colheita farta, tenhamos apenas motivos para agradecer.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Mensagem de fim de semana



"As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos"

BOM FIM DE SEMANA NA PRESENÇA DE DEUS!!!!

"EDUCAR É ACIMA DE TUDO AMAR!!!

quinta-feira, 14 de maio de 2009

CONVITE PARA AS MÃES!




Bom dia a todas as nossas mães e a Comunidade em Geral!
Amanhã às 15 horas na nossa Escola será nossa homenagem às Mães! Teremos apresentações, danças, sorteios e a primeira apresentação do Nosso Coral com o Professor Marcos.
Durante a festa será oferecido um lanche delicioso para vocês mulheres MARAVILHOSAS Não falte! Participe!! Sua presença é muito importante para nós!!

Ser ou Ter ?




Nossa correria diária não nos deixa parar
para perceber se o que temos já não é
o suficiente para nossa vida.

Nos preocupamos muito em TER: ter isso,
ter aquilo, comprar isso, comprar aquilo.

Os anos vão passando, quando nos damos
conta, esquecemos do mais importante
que é VIVER e SER FELIZ!

Muitas vezes para ser Feliz não é preciso
Ter, o mais importante na vida é SER.

As pessoas precisam parar de correr atrás
do Ter e começar a correr atrás do SER:
Ser Amigo, Ser Amado, Ser Gente.

Tenho certeza de que, quando SOMOS,
ficamos muito mais Felizes do que
quando Temos.

O SER leva uma vida para se conseguir e
o Ter muitas vezes conseguimos logo.

O SER não se acaba nem se perde com
o tempo, mas o Ter pode terminar logo.

O SER é eterno, o Ter é passageiro. Mesmo
que dure por muito tempo, pode não trazer
a Felicidade... E é aí que vem o vazio
na vida das pessoas...

Por isso, tente sempre SER e não Ter.
Assim você sentirá uma Felicidade
sem preço!

Espero que você deixe de cobrar o que
fez e o que não fez nos últimos anos e
que você tente o mais importante:

SER FELIZ

Autor Desconhecido

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Princesa Isabel



Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Gonzaga de Bragança, a Princesa Isabel, nasceu no palácio de São Cristóvão, na cidade do Rio de Janeiro no ano de 1846. Tornou-se a herdeira do trono brasileiro, após a morte prematura do irmão mais velho.

Filha de D.Pedro II, passou para a história do Brasil como a responsável pela assinatura da Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil, em 13 de maio de 1888.

Princesa Isabel era casada com um nobre francês, o Conde D’eu. Ela assumiu a regência do trono do Brasil em três situações em que o imperador estava viajando. Foi responsável também pela assinatura da Lei do Ventre Livre (1871), que estabeleceu liberdade aos filhos dos escravos a partir daquela data.

Com o enfraquecimento da monarquia e o estado de saúde complicado do imperador, começou a receber muitas críticas e ataques de oposicionistas republicanos, que temiam a instauração de um terceiro reinado. Por ser francês, o marido da princesa também foi muito atacado neste momento.

Após a queda da monarquia e a Proclamação da República (15 de novembro de 1889), foi morar, com a família real, na Europa. Morreu na França no ano de 1921.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Abolição da Escravatura



Introdução

Na época em que os portugueses começaram a colonização do Brasil, não existia mão-de-obra para a realização de trabalhos manuais. Diante disso, eles procuraram usar o trabalho dos índios nas lavouras; entretanto, esta escravidão não pôde ser levada adiante, pois os religiosos se colocaram em defesa dos índios condenando sua escravidão. Assim, os portugueses passaram a fazer o mesmo que os demais europeus daquela época. Eles foram à busca de negros na África para submetê-los ao trabalho escravo em sua colônia. Deu-se, assim, a entrada dos escravos no Brasil.

Processo de abolição da escravatura no Brasil

Os negros, trazidos do continente Africano, eram transportados dentro dos porões dos navios negreiros. Devido as péssimas condições deste meio de transporte, muitos deles morriam durante a viagem. Após o desembarque eles eram comprados por fazendeiros e senhores de engenho, que os tratavam de forma cruel e desumana.

Apesar desta prática ser considerada “normal” do ponto de vista da maioria, havia aqueles que eram contra este tipo de abuso. Estes eram os abolicionistas (grupo formado por literatos, religiosos, políticos e pessoas do povo); contudo, esta prática permaneceu por quase 300 anos. O principal fator que manteve a escravidão por um longo período foi o econômico. A economia do país contava somente com o trabalho escravo para realizar as tarefas da roça e outras tão pesados quanto estas. As providências para a libertação dos escravos deveriam ser tomadas lentamente.

A partir de 1870, a região Sul do Brasil passou a empregar assalariados brasileiros e imigrantes estrangeiros; no Norte, as usinas substituíram os primitivos engenhos, fato que permitiu a utilização de um número menor de escravos. Já nas principais cidades, era grande o desejo do surgimento de indústrias.Visando não causar prejuízo aos proprietários, o governo, pressionado pela Inglaterra, foi alcançando seus objetivos aos poucos. O primeiro passo foi dado em 1850, com a extinção do tráfico negreiro. Vinte anos mais tarde, foi declarada a Lei do Ventre-Livre (de 28 de setembro de 1871). Esta lei tornava livre os filhos de escravos que nascessem a partir de sua promulgação.

Em 1885, foi aprovada a lei Saraiva-Cotegipe ou dos Sexagenários que beneficiava os negros de mais de 65 anos.Foi em 13 de maio de 1888, através da Lei Áurea, que liberdade total finalmente foi alcançada pelos negros no Brasil. Esta lei, assinada pela Princesa Isabel, abolia de vez a escravidão no Brasil.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

NÃO ESPERE




Não espere um sorriso para ser gentil;
Não espere ser amado para amar;
Não espere ficar sozinho para reconhecer o valor de quem está ao seu lado;
Não espere ficar de luto para reconhecer quem hoje é importante em sua vida;
Não espere o melhor emprego para começar a trabalhar;
Não espere a queda para lembrar-se do conselho;
Não espere...
Não espere a enfermidade para perceber o quanto é frágil a vida;
Não espere pessoas perfeitas para então se apaixonar;
Não espere a mágoa para pedir perdão;
Não espere a separação para buscar reconciliação;
Não espere a dor para acreditar em oração;
Não espere elogios para acreditar em si mesmo;
Não espere...
Não espere que o outro tome a iniciativa se você foi o culpado;
Não espere o eu te amo,para dizer eu também;
Não espere o dia da sua morte para começar a amar a vida;

E então, o que você está esperando?

Tenham todos uma excelente semana na presença do SENHOR!!

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Eternamente MÃE!




MÃE...
que na presença constante me ensinou
na pureza do seu coração a vislumbrar
caminhos...

MÃE...
dos primeiros passos, das primeiras
palavras...

MÃE...
do amor sem dimensão, de cada momento,
dos atos de cada capítulo de minha vida
não ensaiados, mas vividos em cada
emoção...

MÃE...
da conversa no quintal, do acalanto do
meu sono aquecido de amor, aninhada
em seu coração...


MÃE ...
do abraço, do beijo que levo na
lembrança...

MÃE...
é você que me inspira a caminhar...

MÃE...
a presença de cada passo que o
tempo não apaga: por mais longo
e escuro que seja o caminho, haverá
sempre um horizonte...

MÃE...
Mulher a quem devemos a vida,
que merece o nosso respeito,
nossa gratidão e nosso afeto.

Autor Desconhecido

quinta-feira, 7 de maio de 2009

SER MÃE É...



Sempre está disponível
Esquece dela e só vê os filhos...
Rainha de todos os jardins”

Maravilhosa em tudo o que faz!
Amorosa e encantadora.
Ensina diariamente o melhor e não

Espera retribuição; pois o amor que sente é incondicional!

Texto da Professora Neusa Amorim
Em 04 de Maio de 2009

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Que MULHER é essa?




Que mulher é essa
que não se cansa nunca,
que não reclama nada
que disfarça a dor?
Que mulher é essa
que contribui com tudo,
que distribui afeto,
tira espinhos do amor!
Que mulher é essa
de palavras leves,
coração aberto,
pronta a perdoar?
Que mulher é essa?
que sai do palco,
ao terminar a peça,
sem chorar!
Essa mulher existe,
sua doçura resiste,
às dores da ingratidão,
resiste à saudade imensa,
resiste ao trabalho forçado,
resiste aos caminhos do não!
Essa mulher é MÃE,
linda, como todas são.


de Ivone Boechat
Niterói - RJ -

terça-feira, 5 de maio de 2009

MÃE: Um amor mais que perfeito




Deus em sua magnífica inteligência,
Usou de sua mais pura perfeição
E criou um ser perfeito,
Dando-lhe seu próprio coração.

Deu-lhe a dádiva da vida,
Para que suas criaturas pudessem existir.
E multiplicar o verdadeiro amor,
Para em um coração existir.

No mundo surge a vida,
A partir de uma criança.
NO ventre de uma mãe, cresce,
Um sonho, uma luz, uma esperança.

Mãe, fostes por Deus escolhida,
Para nos dar a vida.
E nos momentos difíceis,
É no teu conforto que encontramos guarida.

Preocupas-te conosco
A fim de nos proteger.
E muitas vezes, nós, imaturos,
Não sabemos o teu valor reconhecer.

Mamãe! És símbolo de honestidade,
Carinho, amor e proteção.
Tu amas sem preconceito,
Sem usar a separação.

Aqueles que te desprezam,
Não sabem o teu valor.
Pois Tu és cheia,
De puro e eterno amor.

Se há no mundo perfeição,
Não há dúvidas não.
São vocês, Mamães,
E moram em nossos corações.

Rônet Alves de Matos
Aracati - CE -

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Homenagem a NÓS (MÂES)!



Que vida louca levamos nós, mães modernas, mães do século 21, mães de filhos únicos, ou de muitos filhos que se tornam únicos pelo pouco tempo que conseguimos ter para cada um...
Que vida louca temos nós, que acordamos ao raiar do dia e saímos para o trabalho delegando a outras, que em casa deixam seus filhos também, que sejam as mães que nossos pequenos não tem ...
Que vida louca temos nós que somos mães por telefone em tempo integral, que fazemos de nosso horário de almoço um momento para checar a lancheira, arrumar uniforme, fazer “Maria chiquinhas” e ter tempo de lembrar as antigas mães e mandar seu filho escovar os dentes...
Que vida corrida temos nós, cheia de horários marcados com momentos de ser mulher, mãe, amiga, esposa, profissional, namorada... somos muitas e as vezes não conseguimos ser tudo...
Vivemos uma rotina que rotina mesmo quase não tem , pois o dia é sempre um mistério para aquelas que tem filhos, afinal nunca sabemos se o dia que começou é o dia marcado para a dor de garganta chegar, ou para a prova surpresa de matemática, ou para briga com o amiguinho na escola, ou para pesquisa sobre o relevo que ele esqueceu de te avisar...
Sabemos apenas que vivemos assim....
Acordar... trocar de roupa para o trabalho, esperar pacientemente que sua secretária do lar não falte, olhar seu filho dormindo por mais alguns minutos e ter vontade de ficar com ele só por hoje um dia inteiro, sair de casa, despedir-se do filho e dar muitas ordens a empregada que a deixam perdida... ir para o trabalho, ser profissional, ser mulher moderna, ser guerreira, lutar pra vencer, fazer a diferença no mundo profissional...
Ligar ao longo do dia para marcar pediatra, fugir correndo do serviço para assistir a apresentação da escola no dia das mães, procurar alguém para buscar seu filho na escola porque hoje apareceu uma reunião e não tem como ir, e sempre acabar contando com a sua mãe para te fazer esse eterno favor...
Correr, preocupar-se, desdobrar-se vencer o dia, e ainda chegar em casa checar a tarefa, supervisionar o banho, fazer mil e uma perguntas sobre o dia de seu filho, sentir-se culpada por não ser mais presente, brincar, dar atenção, cantar uma música, ler uma história, assistir pela bilionésima vez o filminho da Disney e acabar adormecendo ali, na caminha de solteiro ou do lado do berço, cansada, mas realizada por ter sido por mais um dia MÃE...